Jeremy Deller no Palais de Tokyo

 

Numa cena artística na qual saiu reforçada a posição de curadores e comissários, com destaque para a crescente profissionalização e especialização de tarefas no seio do campo artístico, não deixa de ser surpreendente a linha de exposições desenvolvida no Palais de Tokyo depois da direcção dos seus fundadores, Jérôme Sans e Nicolas Bourriaud. Destaca-se por exemplo a iniciativa anual intitulada Carte Blanche, que consiste em convidar um artista a conceber uma mostra no amplo espaço disponível do Palais de Tokyo. Depois de Ugo Rondidone, foi o artista Jeremy Deller que usufruiu de carta branca para conceber um projecto curatorial com características menos institucionais. O resultado foi a realização de From one Revolution to Another, uma das mais surpreendentes mostras do ano.

Anúncios

Site no WordPress.com.