Das Academias às Universidades: o artista como investigador_ Arqa 109 (setembro-outubro 2013)

TH_2

 

Herança e desenvolvimento da arte conceptual, o pensamento e o discurso teórico tem hoje um peso considerável no trabalho dos artistas e o que designamos de prática artística tem paradoxalmente uma dimensão de investigação artística, um conceito que nos últimos anos é usado para referenciar atividades que aliam práticas oficinais e de atelier a práticas especulativas de pendor teórico.

Publicação: Sandra Vieira Jürgens, «Das Academias às Universidades: O artista como investigador». In: Arq./a – Revista de Arquitectura e Arte,  nº 109 (setembro/uutubro 2013), pp. 86-89.

Anúncios

Os comentários estão fechados.

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: