Trabalho coletivo: Atividade artística na esfera da economia informal_ Arqa 107 (maio-junho 2013)

P1000581 cópia

No campo artístico, as novas coletividades abriram horizontes de trabalho e de atuação mais flexíveis, fora do quadro regulamentado das instituições e tiveram amplas repercussões no alargamento do território expositivo e no aparecimento de galerias cooperativas, projetos e espaços geridos por artistas, a partir dos quais se puderam propagar práticas, teorias, modos de produção que não encontravam espaço de visibilidade e de circulação no sistema museológico e galerístico.

Publicação: Sandra Vieira Jürgens, «Trabalho coletivo: Atividade artística na esfera da economia informal» in Arq./a – Revista de Arquitectura e Arte,  nº 107 (Maio/Junho 2013), pp. 86-89.

Anúncios

Os comentários estão fechados.

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: