Entrevista com GUSTAVO SUMPTA

Gustavo Sumpta_IN.TRANSIT 07

Gustavo Sumpta_IN.TRANSIT 07


(Original: Sandra Vieira Jürgens, Entrevista a Gustavo Sumpta, Re.al, Lisboa, Outubro 2007).


Sandra Vieira Jürgens: Quando é que se iniciou a tua convivência com o mundo das artes plásticas?

Gustavo Sumpta: Começou com um amigo meu, o Eduardo Matos, que conheci quando fui viver para o Porto em 1988. Na altura havia uma galeria a que gostávamos de ir e havia a Casa de Serralves. Também frequentávamos uma discoteca chamada Lá Lá Lá que ficava no Centro Comercial Dallas onde íamos na noite de sexta-feira e na matinée de sábado. Depois, como o Eduardo tinha uma Suzuki 50, íamos para Serralves que era relativamente perto. Mas não fazíamos grandes conversas, tínhamos as conversas que se têm naquela idade. O irmão do Eduardo, o Jorge, também estava muito ligado à banda desenhada e acabei por ter esses conhecimentos por interposta pessoa. Era igualmente uma questão de empatia. Na realidade quando vim para Portugal deixei de ter amigos e tive de começar tudo de novo. O mesmo aconteceu quando vim viver para Lisboa em 94. Foi sempre um novo começo. (…)

Continuar a ler:  GUSTAVOSUMPTA_REAL

Anúncios

Os comentários estão fechados.

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: